Moza Promove a arte e sustentabilidade ambiental

No âmbito do programa de responsabilidade social e ambiental, o Moza Banco, procedeu ao lançamento do projecto “Arte e Sustentabilidade”, no último sábado, dia 28 de Julho de 2018, na Escola Secundária Mateus Sansão Muthemba, em Maputo. A iniciativa visa promover a educação cívica ambiental, com destaque para a reutilização e reciclagem de papel e outros utensílios.

No acto de lançamento do projecto, que contou com a parceria da Universidade Pedagógica, estiveram presentes cerca de 60 alunos da 8ª e 9ª classe, o corpo directivo da Escola, representantes do Moza, da Universidade pedagógica e os antigos futebolistas moçambicanos radicados em Portugal, Hilário da Conceição e Sheu Han, padrinhos da iniciativa.

Na ocasião, o Moza Banco, representado pelo Director de Responsabilidade social, Adam Yussof, manifestou-se satisfeito por poder contribuir para a preservação do meio ambiente através desta campanha de sensibilização destinada aos jovens e adolescentes.

“Estamos satisfeitos em poder partilhar o conceito de sustentabilidade ambiental com esta camada. Com esta iniciativa, enquadrada na cidadania empresarial do Moza, mostramos que é possível reutilizar materiais descartados para algum fim importante” afirmou.

O representante do Moza acrescentou “O desafio é levar essa consciencialização a cada vez mais pessoas, pois acreditamos que se cada um de nós produzir menos resíduos sólidos, reutilizar e reciclar os existentes, teremos um ambiente saudável e um mundo do qual podemos orgulhar-nos”.

Por sua vez, o Director da Escola Secundária Sansão Muthemba, Ernesto Ngomane, congratulou a iniciativa do Moza.

“Os nossos alunos estão satisfeitos e motivados por fazerem parte desta iniciativa, acredito que tenham assimilado os conhecimentos partilhados sobre a sustentabilidade ambiental e espero que o apliquem no seu dia-a-dia. O material produzido será afixado em diferentes áreas da escola, para servir de ensino aos actuais e futuros alunos da nossa instituição”.

Os alunos, que sob orientação do artista plástico, Titos Pelembe, filiado ao Núcleo de Arte na cidade de Maputo, transformaram panfletos, cartazes e outros materiais doados pelo Moza, em obra de arte, prometem replicar o que aprenderam nas suas comunidades.

“Eu sabia que era possível transformar lixo em obra de arte, mas não dava importância porque não tinha muita informação, de hoje em diante mudarei de comportamento, graças a esse workshop promovido pelo Moza ” enalteceu Inácia Cumbana, aluna Escola Secundária Sansão Muthemba.

Um dos padrinhos da Iniciativa Sheu Han, antigo jogador, treinador, secretário técnico e actual membro da direcção do Sport Lisboa e Benfica, clube português, não tem dúvidas que a acção vai contribuir para a edificação de um ambiente são.

“Estou emocionado porque quando convidaram-nos para participar do evento, disseram para dar uma mensagem aos alunos, mas eu é que acabei por receber a mensagem, que é de transmitir às pessoas a importância da preservação do meio ambiente pois, a mudança começa por nós, na nossa casa, no nosso bairro ”.

Os antigos atletas Hilário da Conceição e Sheu Han estão em Maputo a convite da Universidade Pedagógico, com apoio do Moza, para uma visita de trabalho que envolve diversas actividades, entre palestras e visitas a instituições e estabelecimentos de ensino visando essencialmente partilhar conhecimento e outras vivências e experiências não apenas a nível do desporto mas também sobre a preservação do meio-ambiente.

Refira-se que, recentemente, o Moza doou bens de primeira necessidade à comunidade de Luís Cabral, em Maputo.

Para mais informações, contacte:

Direcção de Comunicação e Responsabilidade Social do Moza Banco

 

Maputo, 01 de Agosto de 2018


08/08/2018

Outras Notícias