Noticias

Moza alarga rede de agências bancárias nas províncias de Zambézia e Nampula
17/04/2019

Integrado na iniciativa presidencial, “Um Distrito Um Banco”, o Moza Banco acaba de lançar a primeira pedra para construção de agências bancárias nas províncias de Zambézia – Distrito do Ile, e Nampula -Distrito de Nacarôa.

O Moza Banco acaba de dar um importante passo para o arranque das obras de construção de duas agências bancárias nos distritos de ILE (província da Zambézia) e Nacarôa (província de Nampula), numa acção integrada na iniciativa presidencial “Um Distrito Um Banco”, lançada em 2016, que preconiza que todos os distritos do País tenham pelo menos uma Agência Bancária.

Esta segunda-feira, 15 de Abril, o Governador da Província da Zambézia, Abdul Razak lançou a primeira pedra para a construção da futura Agência bancária do Moza, no distrito de ILE, por sinal a primeira agência neste distrito.

Acto idêntico, teve lugar, Terça-Feira, 16 de Abril, no distrito de Nacarôa em Nampula, onde o Governador provincial, Víctor Borges, dirigiu a cerimónia do lançamento da primeira pedra para a construção da agência do Moza naquele ponto do país. As duas cerimónias foram presenciadas por membros dos governos provincial e distrital, quadros do Moza Banco e populares que acorreram em massa e manifestaram a sua satisfação pelo início da construção destas novas infra-estruturas.

Estas são as primeiras duas Agências de um total de 20 que serão construídas até 2020, em igual número de Distritos, no âmbito do memorando de entendimento assinado, ano passado, entre o Banco e o governo, através do Ministério da Terra Ambiente e Desenvolvimento Rural (MITADER).

 

Ao abraçar esta iniciativa, o Moza entra em linha com o seu compromisso na promoção de uma maior inclusão financeira e bancarização da economia através da expansão da sua actividade para os Distritos que não apresentam cobertura em termos de rede de agências bancárias, pois, o Moza acredita que a instalação de serviços financeiros e de outros serviços conexos irá despontar o potencial existente nessas zonas, fomentando o desenvolvimento local e sustentável das comunidades.

No âmbito da parceria com o MITADER, contabilizam-se já 4 Agências do Moza a operar em pleno, nos Distritos de Chicualacuala (na Província de Gaza); Gondola e Vanduzi (em Manica) e Murrupula, em Nampula.

Até 2020, o Moza estará presente nos distritos de Liúpo, e Memba (em Nampula), Chinde, Derre, Lugela e Mocubela (na Zambézia); Meluco e Quissanga (em Cabo Delgado); Majune, Chimbonila, Ngauma e Sanga (em Niassa); Marínguè (em Sofala); Machaze (em Manica); Tsangano (em Tete); Chigubo, Guijá e Mapai (em Gaza).

 

Actualmente, o Moza detém a 3ª maior rede de Agências do País composta por mais de 55 Unidades de Negócio espalhadas por todas as capitais provinciais e alguns Distritos e Vilas. À estas, juntar-se-ão mais 10 Agências do BTM como resultado da integração e fusão das duas instituições, ampliando deste modo, a condição de um banco verdadeiramente universal em termos de cobertura do espectro do negócio bancário, e com forte implementação nacional.

Maputo, 16 de Abril de 2019

 

Moza promove limpeza na Manhiça no âmbito do combate à malária
16/04/2019

A malária continua a ser uma das principais causas de morte em Moçambique, por essa razão, o Governo tem apostado em parcerias com entidades do sector privado visando a erradicação desta doença.

Foi nesse contexto que o Moza juntou-se a esta causa e no âmbito da iniciativa denominada “Zero malária começa comigo ”, realizou no passado dia 13 de Abril, uma jornada de limpeza que teve como palco o distrito da Manhiça, na província de Maputo.

A acção que resulta da parceria entre esta instituição financeira, o governo distrital da Manhiça e autoridades da saúde, juntou mais de 100 pessoas dentre colaboradores do Moza, membros do Governo e comunidade local. A mesma, consistiu na limpeza do Hospital Distrital da Manhiça, recolha de lixo, dentre outras medidas para evitar a proliferação de mosquitos, principal causador da malária. O momento culminou numa feira de saúde e de prestação de serviços de cidadania, tais como abertura de conta, registo de crianças, obtenção de NUIT, entre outros.

O Governo da Manhiça representado pelo Secretário Permanente do posto Administrativo, José Zito Licucu, elogiou o Moza pela iniciativa e considera  esta acção louvável, visto que demonstra o compromisso da instituição em prol do bem-estar das comunidades.

Esta é uma boa iniciativa, nós do distrito de Manhiça sentimo-nos satisfeitos pelo trabalho que o Moza Banco tem estado a fazer em prol do bem-estar das comunidades. E esta é mais uma demonstração do compromisso que a instituição tem para com a população da Manhiça em particular, e de Moçambique no geral”, enalteceu o dirigente.

Por seu turno, o Presidente do Conselho de Administração do Moza, João Figueiredo, manifestou o compromisso da instituição em continuar a colaborar com o sector da saúde.

 “Esta acção enquadra-se no âmbito da campanha Zero Malária, Começa Comigo e representa o nosso comprometimento e determinação em apoiar e promover causas sociais que concorram para o bem-estar das Comunidades, que faz parte do ADN da nossa instituição. Sabemos que a saúde é um bem precioso, por essa razão continuaremos a dar o nosso apoio incondicional a este sector”, garantiu o PCA do Moza Banco.

O Director distrital de Saúde, Flezer Tomadote, considera a parceria com o Banco uma mais-valia, visto que vem ajudar as comunidades no combate à malária,  uma das maiores causas de mortes no distrito.

‘’O combate a malária é multissectorial, é algo que não envolve apenas o serviço de saúde, esta parceria é algo que sempre quisemos, e quem sai a ganhar é a comunidade. Eventos como esses são muito importantes, nós nos sentimos muito acarinhados e esperamos que não pare por aqui”.

Refira-se que no âmbito da iniciativa Presidencial “Zero Malária Começa Comigo” lançada à luz do Fórum Nacional da Malária realizado em Junho do ano passado, o Ministério da Saúde e o Moza Banco, assinaram um Memorando de Entendimento que visa o reforço das acções de Combate à Malária no país.

A parceria prevê a realização de Campanhas de Sensibilização, a serem efectivadas através de autocarros de Transporte Público de Passageiros, Roadshows, nos Órgãos de Comunicação Social entre outras.   

Para mais informações, contacte:

Direcção de Comunicação e Responsabilidade Social do Moza Banco

 

Maputo, 16 de Abril de 2019

Moza Banco e AT reforçam cooperação
16/03/2019

O Moza Banco e a Autoridade Tributária de Moçambique, AT, rubricaram na passada Quinta-Feira, dois Memorandos de Entendimento à luz dos quais por um lado, o Moza Banco passará a emitir NUIT´s em todas as suas Agências e, por outro, compromete-se a promover acções de cidadania fiscal por meio da educação fiscal, aduaneira e popularização do imposto.

A assinatura dos acordos, que teve lugar na sede do edifício da AT, foi feita pelo Presidente do Conselho de Administração do Moza, João Figueiredo e pela Presidente da Autoridade Tributária de Moçambique, Amélia Nakhare, tendo sido testemunhada por colaboradores e quadros das duas instituições.

Intervindo na ocasião o PCA do Moza destacou a responsabilidade do Banco no apoio aos esforços da AT visando o alargamento da base tributária, com particular enfoque na massificação do registo de NUIT dada a importância das contribuições fiscais para o desenvolvimento e sustentabilidade socioeconómica de Moçambique.

“O Moza Banco, enquanto único banco com a maioria de capital Nacional, reconhece a importância do cumprimento escrupuloso das obrigações fiscais e aduaneiras para o desenvolvimento e sustentabilidade socioeconómica que o País almeja e, por essa razão, comprometemo-nos a participar dos esforços da AT visando o alargamento da base tributária”.

Estes dois acordosvão permitir a obtenção do NUIT na rede das 55 agências do Moza pelo País, assim como nas que serão incorporadas em breve, como resultado do processo de fusão entre o Moza e o Banco Terra, e as 20 novas agências previstas dentro da parceria do banco com o Ministério da Terra, Ambiente E Desenvolvimento Rural (MITADER) âmbito do projecto “Um Distrito, Um Banco”, frisou João Figueiredo.

 

 

 

Para Amélia Nakhare, com este acto testemunhou-se um exemplo de esforço de duas instituições visando a melhoria dos sistemas tributário e financeiro no país.

“O sistema financeiro e tributário estão abraçados no processo de arrecadação de receitas com vista a assegurar a sustentabilidade da nossa economia’’, disse.

De referir que os dois Memorandos de entendimento também visam criar mecanismos de facilitação aos funcionários da Autoridade Tributária, sendo que o Moza Banco passará a ser um parceiro activo, não apenas nas campanhas de educação fiscal, como também nos aspectos motivacionais dos funcionários, criando um tratamento cómodo e personalizado através da promoção de um conjunto de serviços como seguros de protecção da família e obtenção de crédito.

 

Maputo, 15 de Março de 2019

 

Para mais informações:

Direcção de Comunicação e Responsabilidade Social

Moza Banco