Noticias

Informação Relevante - Comunicado do Banco de Moçambique ao Público
23/03/2017

Informação Relevante - Comunicado do Banco de Moçambique ao Público 23.03.2017.

 

“1.    No uso das competências que lhe são conferidas pela Lei n.º 15/99, de 1 de Novembro, Lei das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 9/2004, de 21 de Julho, por meio do Despacho de 30 de Setembro de 2016, Sua Excelência o Governador do Banco de Moçambique ordenou a intervenção ao Moza Banco SA.  

2.     A intervenção baseou-se na degradação contínua da situação prudencial do Banco durante o ano de 2016 e teve por objectivo proteger os interesses dos depositantes e outros credores, bem como a salvaguarda das condições normais de funcionamento do sistema bancário moçambicano.  

3.    Em Assembleia-Geral realizada a 23 de Janeiro de 2017, em conformidade com o disposto nos Estatutos, os accionistas do Moza Banco SA, com o intuito de reporem o equilíbrio financeiro e o cumprimento dos rácios prudenciais em vigor, deliberaram proceder a um aumento de capital, e fixar o prazo de 23 de Março de 2017 para os accionistas exercerem o direito de preferência na recapitalização do Banco.

4.   Findo o prazo acima referido, o Banco de Moçambique comunica a todos os interessados e ao público em geral que os accionistas do Moza Banco SA não cumpriram com os requisitos estabelecidos para o exercício do direito de preferência na recapitalização da instituição.

5.    Em face do acima referido e nos termos do comunicado emitido pelo Banco de Moçambique no dia 5 de Dezembro de 2016, o Conselho de Administração Provisório em coordenação com a Comissão de Avaliação, continuam com o processo de recapitalização do Moza Banco SA.

6.    O Banco de Moçambique lembra ao público em geral que a estabilidade do sistema financeiro e o reforço da confiança no futuro do Moza Banco SA são os principais objectivos do processo de recapitalização ora em curso.

7.    O Banco de Moçambique assegura ao mercado, aos clientes e ao público em geral que o Moza Banco SA continua a funcionar dentro da normalidade.”

Comunicado de Imprensa – Moza Banco
01/03/2017

Caros Clientes e demais Parceiros do Moza Banco,

 

Nos últimos dias tem vindo a público, sem qualquer fundamento, algumas publicações nas “redes sociais”, que para além de difamatórias são propositadamente apeladoras à desmobilização do relacionamento dos nossos Clientes com o Banco.

 

Conviria recordar, que o processo de recapitalização do Moza Banco teve início no dia 23 de Janeiro, quando os seus accionistas, por unanimidade, aprovaram em reunião de Assembleia Geral o aumento de capital necessário, e que como é normal, decorre agora de acordo com o cumprimento de alguns passos processuais previamente estabelecidos.

 

Importa sublinhar que o processo tem evoluído de acordo com as expectativas, e que o Banco, mesmo antes da concretização da sua recapitalização, retomou a sua actividade dentro da normalidade, restabelecendo os índices de confiança no mercado e com o público em geral. O resgate desta credibilidade institucional prende-se, pois, e em muito, com o empenhamento que o Banco de Moçambique conferiu à condução deste processo, por via da “intervenção” operada no passado dia 30 de Setembro do ano transacto.

 

Como é do conhecimento público, o Banco de Moçambique, tem reafirmado por diversas ocasiões, que a recapitalização do Moza Banco, independentemente da forma e dos intervenientes que virão a fazer parte do processo, será indubitavelmente uma realidade. A este propósito, permito-me recordar que Sua Excia. o Governador do Banco de Moçambique tem reiterado publicamente que não está em causa qualquer cenário que passe pela liquidação do Banco, muito pelo contrário, há hoje uma forte confiança quanto ao futuro da Instituição.

 

Assim, com esta determinação e segurança, queremos assegurar a todos os Stakeholders do Moza Banco, sejam eles Clientes, Fornecedores, Colaboradores ou outros Parceiros, a nossa forte convicção que esta Instituição irá continuar o seu percurso de forma sólida e devidamente equilibrada a desempenhar a sua missão no sistema financeiro e na economia nacional.

 

João Figueiredo

PCA do Moza Banco SA